Seguidores

terça-feira, 26 de abril de 2011

Criança – Presente de Deus



Texto: Salmo 127.3


Introdução: Ao sermos informados pela Palavra de Deus de que os filhos são herança do Senhor, percebemos nossa responsabilidade na criação e educação deles, pois estamos cuidando não somente das nossas crianças, mas também de alguém que pertence ao Senhor. Não podemos tratá-los como se fossem “ferinhas” que precisam ser amansadas com chicote, nem deixá-los fazer o que quiserem, mas seguir as orientações da Bíblia. Sabendo que são presentes de Deus, as crianças devem se valorizar, porém isto não representa que podem ter uma liberdade excessiva, mas precisam obedecer aqueles que Deus colocou com a tarefa de protegê-los e amá-los.


Parte I – Um presente é especial. Há um propósito divino para cada criança que vem ao mundo. Não é apenas a capacidade ou o desejo dos pais, mas também a mão do Senhor que participa de cada bebê que nasce. (Sl 139.16, Sl 22.10, Jr. 1.5). Nessas palavras vemos que, mesmo antes de sermos formados na barriga da mamãe, o Senhor já nos conhecia e tinha um plano maravilhoso para nós. Os reis costumam preparar os príncipes para assumirem seu reino. É desse modo que temos que ver e agir para com nossas crianças: eles são príncipes e princesas de Deus.


Parte II – Um presente traz alegria. É triste o fato de algumas crianças terem sido feitas somente para alegria, mas por falta de conhecimento de Deus, ou desobediência, ainda dão tristeza para os seus pais por sua maneira de se comportar. Jesus não se agrada disso! O alfabeto de Deus é O-B-D-C, ou seja, obedecer. (Pv 1.8). A boa notícia é que o ditado “pau que nasce torto, morre torto”, é mentira! É possível a criança mudar e trazer muita alegria para todos à sua volta. Basta seguir os ensinamentos da Palavra de Deus.


Parte III – Um presente deve ser bem cuidado. Seguir a orientação de Deus na criação dos filhos é o melhor que se pode fazer e garante grandiosos resultados. Trocar essa orientação bíblica por conceitos e conselhos de outras pessoas pode causar sofrimentos. Os pais ditarão aos filhos a maneira de viver não só pelo que falam ou tentar impor, mas pelo modo como vivem e pela maneira amorosa que tratam seus pequeninos. Precisamos conhecer a Palavra de Deus para poder ensinar as nossas crianças. (Pv 22.6). Devemos, sim, corrigi-los com amor (Pv 13.24), esse versículo não significa que os adultos podem descarregar a raiva nos pequeninos, pois eles não foram feitos para serem maltratados. A vara é a Palavra de Deus, por isso devemos levar as crianças a entenderem que o que fizeram é errado e, com brandura e doçura, fazê-las consertar o erro. Devemos tratá-las como gostaríamos que nos tivessem tratado. Por outro lado, isso não significa que não podemos corrigir nossos filhos quando eles continuam “aprontando”. Uma palmada bem dada conserta criança malcriada! Uma dose de disciplina não fará mal algum.


Conclusão:

·    Entendemos que os nossos filhos não nasceram por acaso. Eles existem para ser uma bênção na vida de todos os que os rodeiam! Devemos consagrá-los a Deus com as nossas orações, parar de dizer palavras negativas sobre eles, para não impedirmos que nossos filhos sejam a boa dádiva que devem ser.

·    As crianças aprenderam como Deus as ama e o que ele pede de cada um. (Ex. 20). As crianças devem honrar seus pais, professores e responsáveis. É muito bom aprender a Bíblia e tudo o que o Senhor ensina nela. Deus quer que todos nós sejamos um bom exemplo de comportamento para os nossos colegas, amigos, vizinhos e familiares.

·    Devemos decidir agradar a Deus de todas as formas e assim, teremos a certeza de que Ele cuidará de nós, nos abençoará e seremos muito felizes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE O SEU COMENTÁRIO, FICAREI MUITO FELIZ.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...